Futuro / Nissan

Destaque no Salão de Detroit, Nissan Xmotion faz a fusão entre tecnologia e arte japonesa

 

Nissan revela Xmotion concept na edição 2018 do Salão do Automóvel de Detroit

Contando com a longa tradição da Nissan no segmento de SUVs e crossovers de ponta, a exemplo dos recém-lançados Nissan Kicks e Rogue Sport, o novo Nissan Xmotion concept, com espaço para 6 pessoas, é uma viagem exploratória ao mundo do design que deu origem a este revolucionário SUV.

Revelado nesta edição 2018 do Salão do Automóvel de Detroit, o design do Xmotion concept apresenta fortes pinceladas de um SUV tradicional, como imponência, grandes proporções e para-lamas volumosos equipados com rodas de 21 polegadas e pneus prontos para qualquer tipo de terreno. Mas o nome Xmotion (pronuncia-se “cross motion”, em inglês) revela que o conceito é uma fusão entre a cultura e a arte tradicional japonesa, a praticidade ao estilo americano e a nova geração das tecnologias da Mobilidade Inteligente da Nissan.

O interior foi criado para remeter a uma paisagem japonesa. O assoalho representa um rio – com o console central fazendo as vezes de ponte, que conecta as áreas dedicadas aos passageiros na frente e atrás. Até mesmo o design dos apoios de cabeça dos bancos foi inspirado no trabalho em madeira kumiko. O item fornece suporte e também dá uma sensação de unidade do lado de dentro. A transparência do apoio de cabeça permite que os passageiros acomodados nos bancos traseiros desfrutem de um visual diferente em camadas, conforme o ângulo de visão. Tendo como inspiração o verniz japonês, a cor vermelha escarlate foi aplicada aos bancos de cabeça.

“Com o Xmotion concept, apresentamos um estudo sobre como elementos aparentemente distintos podem adquirir força e potência ao serem combinados”, comentou Alfonso Albaisa, vice-presidente mundial sênior de design global da Nissan. “O modelo é inspirado na estética e na arte japonesa, que vem sendo transmitida de geração para geração. Mas ele também consegue mostrar que foi feito para os motoristas de um futuro próximo, em que os crossovers serão autônomos e conectados”.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.