Lançamentos / Mercado / Vendas / Volkswagen

Novo SUV da Volkswagen, Tiguan Allspace tem estreia triunfal e supera rivais em vendas

A estreia da nova geração do SUV Volkswagen Tiguan no ranking de vendas brasileiro foi triunfal. Em seu primeiro mês de emplacamentos, o modelo deixou para trás veteranos e novatos. No grupo que foi superado estão modelos lançados no ano passado, como o Peugeot 3008. Dos veteranos, venderam menos o Kia Sportage, o Hyundai Tucson, o Toyota RAV4 e o Mitsubishi ASX, para citar alguns.

O lançamento do Tiguan Allspace reforça: a Volkswagen não está para brincadeira no Brasil. O posicionamento de mercado do Volkswagen Tiguan de nova geração foi muito bem sucedido. No Brasil, SUV é hoje carro familiar. Os utilitários substituíram as peruas e as minivans no coração desse público. E as famílias, a medida que crescem, querem mais espaço (e lugares). E a Volkswagen trouxe o Tiguan com três fileiras de bancos, capaz de levar 7 pessoas. Até então, havia pouquíssimas opções de sete lugares em sua faixa de preços.

Uma das opções disponíveis é o Mitsubishi Outlander. Seu espaço interno, porém, é um tanto limitado para as expectativas de quem quer um SUV para sete pessoas (2,67 metros de entre-eixos). Em 2018, o Outlander é apenas o 28º SUV no ranking de vendas do País. A outra opção de sete lugares nesta faixa de preço é o Journey, que não está nem na lista dos 50 SUVs mais vendidos do Brasil. Trata-se de um modelo já bastante defasado, sem quase nenhuma tecnologia moderna, e com um motor V6 de alto consumo. O Dodge é um carro sem muitos atrativos, e acabou se tornando um esquecido do mercado.

No Tiguan Comfortline, o motor é eficiente, capaz de entregar baixo consumo e agilidade. Há ampla lista de equipamentos modernos. O espaço interno é equivalente ao do Chevrolet Equinox (tem 2,79 metros de entre-eixos). E o porta-malas conta com mais de 700 litros quando os dois assentos da terceira fileiras não estão em uso.

Além disso, trata-se de um carro da mais tradicional e conhecida marca do Brasil. E a Volkswagen, de olho na retomada da liderança de vendas, não está poupando esforços para vender seus carros. A conclusão é que o VW Tiguan Comfortline tem as características perfeitas para conquistar esse público carente de produtos. E com preço competitivo.

Tomando como exemplo o Jeep Compass, este SUV tem 4,41 metros de comprimento (29 cm a menos que o Tiguan). Seu entre-eixos é 16 centímetros inferior. Além disso, o porta-malas leva apenas 410 litros de bagagem. O Tiguan, além de ser maior, já sai de fábrica com um pacote de equipamentos notável, que inclui central multimídia com espelhamento de tela de smartphones e ar-condicionado de três zonas (duas para os ocupantes dianteiros e mais uma na fileira central de bancos).

O VW Tiguan de topo traz o motor 2.0 turbo de 220 cavalos, ideal para quem busca desempenho de carro esportivo ou deseja blindar o veículo, algo comum entre os clientes do segmento. Além disso, o VW Tiguan R-Line tem itens como quadro de instrumentos digital configurável, tração nas 4 rodas, sistema automático de estacionamento, piloto automático adaptativo e porta-malas com abertura automática, itens não disponíveis nos concorrentes.

Deixe seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.